sábado, 22 de outubro de 2011

Anatomia (2): Sistema Digestório e Mal de Alzheimer

Boa tarde, serumanos (escrevi errado de propósito, antes que venham encher meu saco).

Sistema Digestório


As principais funções do sistema digestório são:
  • Digerir alimentos
  • Absorver nutrientes
  • Eliminar dejetos
Processo de Digestão

Ao ingerirmos um alimento, a digestão já começa na boca, com a digestão mecânica por parte dos dentes e a digestão química por parte da saliva.
O alimento é engolido e, a partir do movimento peristáltico, é empurrado pelo esôfago até o estômago. Chegando lá, a digestão das proteínas inicia-se, a partir do suco gástrico, rico em ácidos e enzimas.
Depois do estômago, o alimento passa pelo duodeno, parte inicial do intestino delgado. Lá, recebe a bile, produzida no fígado, e enviada pela vesícula biliar. Também recebe o suco pancreático, do pâncreas.
O alimento continua pelo intestino delgado, que produz o suco entérico. Quando as macromoléculas do alimento enfim transformaram-se em micromoléculas, as mesmas atravessam as paredes do intestino delgado e caem na corrente sanguínea, por onde vão ser distribuídas por todo o corpo.
Os resíduos dos alimentos continuam o caminho, chegando no intestino grosso. Lá, a água e os sais minerais são absorvidos, formando as fezes. As fezes continuam o caminho, passando pelo reto e saindo para o meio externo pelo ânus.

Componentes


Órgãos

  • Boca: Por onde o alimento entra. Aí estão localizados os dentes, responsáveis pela digestão mecânica, e a língua, responsável pela identificação do sabor do alimento.
  • Esôfago: O "tubo" que liga a boca ao estômago. Empurra o bolo alimentar a partir do movimento peristáltico.
  • Estômago: Responsável pela produção do suco gástrico, rico em enzimas e ácidos. Suas paredes são revestidas por músculos, impedindo que o estômago danifique-se com seu próprio ácido.
  • Duodeno: Parte inicial do intestino delgado. É aí que o quimo (bolo alimentar após a digestão no estômago) recebe a bile e o suco pancreático.
  • Intestino Delgado: Responsável por produzir o suco entérico, rico em enzimas. Suas paredes são cheias de vilosidades, o que permite que os nutrientes já completamente digeridos atravessem as paredes e caiam na corrente sanguínea.
  • Intestino Grosso: Responsável pela absorção de água e sais minerais do que sobrou do alimento após toda a digestão. Com essa absorção, as fezes são formadas.
  • Reto: Responsável por conduzir as fezes (ou dejetos) do intestino grosso ao ânus.
  • Ânus: Responsável por eliminar os dejetos ao meio externo.
Glândulas Anexas

  • Glândulas Salivares: Produzem a saliva.
  • Fígado: Produz a bile, que é armazenada na vesícula biliar.
  • Vesícula Biliar: Armazena a bile e a envia para o duodeno, através de um canal.
  • Pâncreas: Produz o suco pancreático.
Sucos e suas Enzimas

  • Saliva: Contém amilase salivar.
  • Suco Gástrico: Contém pepsina, além de diversos ácidos.
  • Bile: Não possui enzimas. "Separa" as moléculas de gordura para facilitar a digestão da mesma.
  • Suco Pancreático: Contém tripsina, amilase pancreática e lipase.
  • Suco Entérico: Contém peptidase, lipase, maltase e diversas outras enzimas que quebram moléculas de carboidratos, como a sacarase e a lactase.
Enzimas

  • Amilase Salivar: Quebra o amido, uma molécula polissacarídea, transformando-o em maltose, dissacarídea.
  • Pepsina: Quebra as proteínas, transformando-as em proteínas menores.
  • Tripsina: Quebras as proteínas que não foram quebradas no estômago, transformando-as em proteínas menores.
  • Amilase Pancreática: Quebra o amido que não foi quebrado na boca, transformando-o em maltose.
  • Lipase: Quebra a gordura, transformando-a em moléculas de ácido graxo e glicerol.
  • Peptidase: Quebra as proteínas menores (resultantes da digestão dos sucos gástrico e pancreático), transformando-as em moléculas de aminoácidos.
  • Maltase: Quebra a maltose (resultante da digestão da saliva e do suco pancreático), transformando-a em glicose.
  • Outras: Há ainda outras enzimas no suco entérico, que digerem carboidratos. As moléculas básicas que podem ser resultantes são a glicose, a frutose e a galactose.
Mal de Alzheimer

O Mal de Alzheimer é uma doença incurável até hoje, mesmo com tratamentos que amenizam o efeito da doença. A mesma é causada, geralmente, pela idade avançada.
Essa doença destrói os neurônios, o que causa diversos efeitos em cada portador. Os sintomas mais comuns são:
  • Perda de memória de curto prazo
  • Perda da atenção
  • Perda da memória semântica
  • Apatia
  • Desorientação de tempo e espaço
Conforme a doença avança, novos sintomas surgem, como agnosia (dificuldade em reconhecer objetos) e apraxia (dificuldade na execução de movimentos), dificuldade de formular frases e palavras, problemas na coordenação motora, perda da memória de longo prazo, irritabilidade, instabilidade emocional, ilusões e incontinência urinária.
No estágio final da doença, o indivíduo passa a ser completamente dependente das pessoas que cuidam dele. Não consegue andar, devido a degeneração dos nervos que controlam os músculos. Perde a fala e a memória. E, enfim, termina em morte.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Postar um comentário